Magistrada superior organiza Conselho de Empresários e trabalhadores invejosos protestam

Premiada pelos mandatários maiores, Carminha recebeu o agreement para comandar o Supremo em prol dos homens de bem

Arcaicos e primitivos, os trabalhadores brasileiros, do campo e da cidade, compulsórios ou não, se viram no direito de bradarem contra a instalação do Conselho de Empresários instituído pela Excelsa PresidentE do Supremo para avaliar, apoiar e incentivar a reforma trabalhista e previdenciária, que livrará a nação do traste comunista da CLT e jogará pelo esgoto a Justiça do Trabalho. Queriam os tapados que ela criasse um conselho de trabalhadores? Que se reunissem com operários e camponeses mal cheirosos e mal trapilhos, que recebesse a gentalha no palácio judiciário para ouvir suas reclamações, necessidades e outras bobagens menores? Ponham nos seu lugares, seus infelizes, que o tempo da insubmissão acabou. A nação voltou para os braços dos homens de bem e nada impedirá a modernização do país, com o fim dos direitos trabalhistas sufocantes, tais como férias de 30 dias, 13º salário, pausa de duas horas para o almoço, FGTS e multa por demissão sem justa causa, a proposta Leitão triunfará no Congresso Nacional e a baderna nos campos cessará.

Carmem Lúcia é uma mulher de bem, e só quer o melhor para os homens bons do país. E os trabalhadores, os pés descalços, os descamisados, ao invés de ficarem maldizendo nossos magistrados, é melhor irem se preparando para negociar livremente seus empregos e salários com os patrões, pois o tempo da carteira de trabalho já se findou.

Alvíssaras!

 

15 comments for “Magistrada superior organiza Conselho de Empresários e trabalhadores invejosos protestam

  1. Von Kasca
    16 de maio de 2017 at 16:28

    Nobres Confrades

    Eis as minhas homenagens às magistradas Superiores:

    https://www.youtube.com/watch?v=_eQSQMGZN3w

    • Andrej Vichinsky
      16 de maio de 2017 at 20:14

      Comunista! Isto é bullying para com as beldades das mais altas as mais baixas cortes de justiça pátria. Como nossas meritíssimas juízas e excelentíssimas ministras poderão encarar os respectivos espelhos? Não só elas. Nossas musas paneleiras e sacadeiras vestidas com o sagrado manto canarinho também serão afrontadas. Assumas o teu vermelho rancor e para o embalar… https://www.youtube.com/watch?v=WurYM9PL4mo

  2. Andrey Vichinsky
    16 de maio de 2017 at 12:27

    A excelentíssima e meritíssima ministra demonstrou que valoriza a opinião dos bons homens de bens. Todos sabem que nas relações trabalhistas a opinião do patrão deve ser a mais importante. São abnegados na construção do progresso, mesmo contra todas as injustiças impostas por sucessivos governo comunistas.

    O que é a jornada de trabalho limitada, descanso semanal remunerado, férias pagas e o décimo terceiro salário? Verdadeiros assaltos contra o patrimônio dos empreendedores. Isto sem falar em políticas contra acidentes de trabalho, equipamentos de proteção, áreas salubres para o desempenho das funções… aberrações que visam reduzir o já minguado retorno sobre o capital.

    Sem falar que num encontro com os capitães da indústria, do comércio e das finanças ele não corre o risco de sentir o budum das classes baixas.

    Pelo elevado cargo que ocupa na república se tornou a primeira entre iguais. Desejamos à irmã mais velha de Bento Carneiro o supremo sucesso. Que em caso de afastamento do grande gestor Michel, seja ela a eleita pelo probo e impoluto congresso global.

    Frigideiras e caçarolas a saúdam das varandas gourmet.

  3. Jotage
    15 de maio de 2017 at 17:04

    Dando prosseguimento à demonstração de competência de nosso STF, que já manjava de psicologia, mandando para a cadeia gente com perfil “não do agrado”, Carminha, agora passa a mostrar seus conhecimentos de economia, e deverá salvar o país.
    Com este necessário “asscerto” com nossos homens de benz, certamente recuperará a O-da-brecha, que certamente contratará muita gente, através da livre negociação, para a construção de senzalas, que já se tornam necessárias.

  4. emerson57
    15 de maio de 2017 at 16:49

    Denúncia contemplada:
    Pegaram o Lulinha:
    https://youtu.be/7XZaa9oSwgA

    • Heidi Maria
      15 de maio de 2017 at 20:28

      57,

      Esse tal Cerveró deve ter cheirado muito gasolina e está trocando estações. PHC nem trabalha aca e sim no Panamá.

  5. revenger
    15 de maio de 2017 at 15:14

    Quanto Bento Carneiro cobraria pra assombrar um triplex de 200m²?

  6. revenger
    15 de maio de 2017 at 14:27

    Seria ela, que na ocasião em que Mishell e su familie habitaram o palácio, estaria assom…digo, frequentando aquela casa?

  7. Coronel Lalado
    15 de maio de 2017 at 12:33

    Abençoado prophessor Doutor D’Almeida Prado, torcida Prada 7×1, paneleiros e demaes cidadãos de bem acometidos por diaréia ethica,

    Nada maes natural a hum chephe de poder judiciário chamar os herdeiros, representantes de carteis e demaes capitães donatários para, diante da teoria econômica vigente, que os juízes entendem mediante lições midiáticas diárias, estabelecer as bases para o espetáculo do crescimento econômico, que já estamos vendo virando na próxima esquina.

    Gente, os livres mercados necessitam da phlexibilização das leis, vale o negociado sobre o legislado assim como o acordão sobre a eleipção.

  8. Rever O. Freven
    15 de maio de 2017 at 12:32

    Premiada com Justiça !
    E os irmãos, mandatários maiores que também organizam o entrudo, ordenarão a um Grêmio Recreativo que providencie um enredo de inspiração internacional para uma grande homenagem a essa Senhora e seus companheiros de todos os poderes com o tema “Halloween”.

    • Coronel Lalado
      15 de maio de 2017 at 12:51

      Prezado Dr Freven, o tema “Halloween” não é aphecto a hum Grêmio Recreativo, melhor seria o samba enredo ” Rainha da Jurisprudência econômica” ! É o pensamento Xuxa seguido por seus, dela, baixinhos explodindo na avenida com a jurisprudência “Ila-ilá-iê-ô-ô-ô”, hum marco mundial.

      Por certo Doutor Giumar será o porcta-bandeira, os aposentados do essêtêèphe postar-se-ão na ala das baianas com muita melemolência e sambanopé, o resto entra na comissão da phrencte.

  9. emerson57
    15 de maio de 2017 at 9:19

    Essa senhoura é o caroço da azeitona do pastel de pheira!
    Um porto seguro sólido num mar de ventos.
    Com gente dessa estirpe o brazil se constrói, começando pela vanguarda do atraso.
    Merece ir para a academia brasileira de letras para ser contemporânea dos supimpas Merdoval Pedreira, fegacê, Sir ney e outros do mesmo saco.
    Sae kapeta!

  10. Francisco A. Lisboa
    15 de maio de 2017 at 8:29

    Tais qualidades têm as magnitudes das montanhas mineiras. Ela sabe e foi orientada desde a mais tenra idade que tem que colocar um ou vários olheiros em cada curva de serra. Já feito. Tem que proteger os seus e adotou um abominável homem de neves. Só se cerca de augustos mesmo que seus nomes sejam antônios. Principalmente apreendeu coercitivamente e guardou a sete chaves o paú que dava em chicos e mandou de jatinho prá Curitiba. Em minas, protegemos os franciscos. Disse em alto e bom som: o cala-a-boca já morreu, quem manda na minha (dela) boca sou eu. Os irmãos da foto concordam aplaudem e dão o maior apoio.
    Carinhosa com as amigas foi ombro amigo quando cupido abandonou a roseira e deixou-a somente com seus espinhos sem as rosas. Valeu-se da teoria do domínio dos fatos e literatura tanto quanto a literatura o permitir e consolar desde que Gil-Mar vote com a relatora.

  11. Heidi Maria
    15 de maio de 2017 at 7:41

    Mestre,

    A única coisa que os trabalhadores podem fazer é amassar MUITO alho, senão estarão fritos e enpharinatos

  12. Coronel Lalado
    14 de maio de 2017 at 23:52

    Abençoado prophessor Doutor D’Almeida Prado, torcida 7×1, paneleiros, ethicos e demaes devotos das propheccias do caju,

    Phaz bem a dignatária máxima da jurisprudência do Brazil em ouvir a parte interessada. Trata-se de medida que dá o tamanho da isenção da justiça. Poes huma vez eleita por seus, deles, pares passa a incorporar a própria carta magna, podendo poes legislar. Sem dúvida, as instituições phuncionam normalmente, principalmente agora, sem pedaladas phescaes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *