A aurora do homem bom moderno

A Taxonomia tradicional está aquém de classificar as espécies nos tempos actuais. Diante do cenário sócio-político-econômico, a análise do processo evolutivo do Homo Sapiens merece ampla revisão, mais especificamente nas subespécies. Após intensos esforços científicos “a Universitè” apresenta este epítome sistematizado. Para evitar circunspecção aos eruditos, apresentar-se-á de forma a torná-la accessível.




O comunismo ateu ancestral: todos trabalhavam, sem respeitar a propriedade.

O Homo Sapiens primitivo era comunista. Extraia da natureza sua subsistência, compartilhando e socializando os meios de produção, o trabalho, e a riqueza produzida. Com o advento do desenvolvimento da agricultura surgiu uma nova ordem: “escuta aqui mané, agora esta terra tem dono; e o dono não é você, sou eu”. Eis que surge o Homo Velhacus, que futuramente dá origem ao Homo Pheudalliis e posteriormente ao Homo Bonnus. Tal sobreposição gera, em contrapartida, o Homo Choldrus. Parte desta subcategoria na tentativa de alçar status de “velhacus” migra para uma situação mediana de Homo Vassallus. (Serviçais metidos a patrão). Aliás, tanto o “vassallus”, como o “velhacus”, tiveram ligeira alteração do nível Phylum (Filo), passando do Filo Chordata, para Filo Dumaequus.




Homo Vassalus modernos. Realizam trabalho supimpa.

A predominância do Homo Velhacus se ampliou, noctoriamente pós-Revolução Industrial, gerando conflictos entre os Homo Proletarius e osHomo Bürguesus . O Phainomenon foi descripto por Carlos Marques.

Pois. Posto estah. Se na imphraestructura (ekonomia) estamos evoluindo e nos recuperando, na superestructura (social e polyptico) estamos transcendendo.

Convescote de “vassalus” e “bonnus”.

Na saga dos “velhacus” houve influência religiosa do Teomercadismo. Gerou o Homo Bonnus, após significativa alteração do Reino, de Eukaryota para Rhentistæs, e do Subreino, de Eumetazoa para Suruubæs, com a conivência do judiciário. Conhecidos por Neolliberæs, criaram uma nova subespécie, ainda por ser classificada, representada na natureza por apenas oito indivíduos, que detêm 50% da riqueza global. Não estamos falando da fortuna de caráter. É grana mesmo. A tendência é de encolhimento dessa subespécie, no “bonnus” sentido: em breve menos indivíduos deterão maes riqueza. Do outro lado, os Homo Myserabillæs multiplicar-se-ão, até uma nova ordem ser estabelecida.

É a dialéctica.

Omnium rerum vicissitudo est.

18 comments for “A aurora do homem bom moderno

  1. Rever O. Freven
    22 de outubro de 2017 at 22:57

    Texto esclarecedor do Falador das árvores. Mas , mal ilustrado.
    A foto dos 4 senhores – 2 sorrindo e 2 sisudos – nunca existiu. É montagem.
    No sábado, ouvi bater panelas. Na feira, o homem consertava.

  2. Francisco A. Lisboa
    22 de outubro de 2017 at 8:52

    Noticia muito importante nesta semana que deveria ser manchetes de caixa alta em todos os vespertinos e matutinos brazukas seria a: Bolsonada é acometido da Síndrome de Cristóvão Colombo (*), estado é grave, está internado na UTI de Araguari/GO, os médicos da tribo dos Catalão/MG, vizinhos próximos, chegam a prescrever aulas de geografia de primeiro grau, mas acreditam que o ex-candidato não suportaria e vai ser transferido para o hospital de base de Brasília/CE. Se tudo der certo o mencionado deve chegar em Adamantino/SP nesta manhã, procedente de Caxias do Sul/AM.
    (*) Quando partiu não sabia para onde ia, e quando chegou não sabia onde estava!!
    Tal diagnostico deixou os habitantes de Uberlândia/SP preocupados e ocuparam as ruas de Ribeirão Preto/MG. Uberaba/RS declarou a secessão, mas o povo daquela rica região de bois, touros e vacas premiadas prometeram uma declaração na manhã noite deste domingo. Deixam claro que Holambra/ES não terá prejuízos com as vendas das rosas e acreditam que estejam com complexo de Alice e até agora não descobriram sua (deles) localização pelo que rezam para a recuperação rápida do internado que definirá se Uberaba fica no Acre, Bagdadh, Paraguai ou Marraquexe… Para quem não sabe onde está qualquer lugar serve.
    Votem Bolsonildo, aquele que sabe o que é ser biruta e aponta os caminhos.

    • Pink Panther
      22 de outubro de 2017 at 10:34

      Ele prometeu levar o mar a Minas Gerais… assim que descobrir aonde está o mar e onde fica Minas…

    • 24 de outubro de 2017 at 14:47

      Mais respeito com o soldadinho de sabão.
      A única preocupação com localização que nosso herói tem é a de não cair n´água, senão vira espuma.
      Ademais, não importa o lugar, pois vai tudo de(no) pau de arara mesmo.

  3. Pink Panther
    21 de outubro de 2017 at 23:35

    Catedrático Weddelli, não esqueça de mencionar no seu trabalho acadêmico o (não tão) moderno “homo globalis”, também conhecido como “dextris pauperis” ou “stultus utilis”

    • 24 de outubro de 2017 at 14:49

      A criadora deste ser, muito bem denominado por você, diz que já são mais de cem milhões.
      E aumentando todo dia.
      Até em banheiro de rodoviária (aliás, o lugar mais adequado) já tem tv ligada na grande irmã.

  4. josé Vicente de Magalhães
    21 de outubro de 2017 at 22:01

    Doutor Aratinga, longe de mim contrariar Vossa Augusta Sabedoria, mas aqui em Jacuipe BA nós não podemos aceitar essas teorias humanas porque por influência das nossas crianças, verdadeiras descobridoras de Miami, nós adoptamos o Criacionismo. Os meus netos passaram um ano no “intercâmbio” e voltaram moderninhos. Agora, tudo começou com a cobra e com a Eva que comeu não sei quem nem como foi. E tem um tal de Tomé que não comeu nada disso porque era comunista. E claro que toda a juventude deste condomínio já foi e voltou e doutrinou os progenitores pelo que, não aceitamos mais essa teorias decadentes do evolucionismo.
    A coisa foi mais ou menos assim segundo a teoria dos meus netos: Teve o Adão e a Eva eles ficavam sós no meio daquela mata cheia de erva. Então o Prometeu chegou e ensinou a fazer um foguinho, aí Eva achou que o cheiro de um certo matinho dava um barato. Apareceu o Homo Fuminhus. depois a turma foi procurando diversificar e descobriram um produto na Bolívia e apareceu o Homo Tancredus. Aí eles não se entendiam e começaram a brigar entre si e apareceu a turma-do-deixa-disso que se chamou Homo Morus e Homo Gilmarus que tiraram de cena o Homo Petralhus e todos foram felizes para sempre sob o comando honesto e moderado do Homo Temerus e sua feliz consorte Marcelas.

    • Dr. Aratinga Weddelii
      22 de outubro de 2017 at 11:57

      Nobilíssimo Comphrade Maga,
      Não peças vênia, nem vos phurtes de contribuhir na construcção da obra de todo saber, expresso nas phontes do Sancto Sytio, abençoado por São Serapião, sob a luz messiânica do Magister.
      Nessa linha scientíphica, do creacionismo, hah de se ter cauthela, em nome da moral e dos bons costumens. De facto, Adão vivia peladão, e estava aphim de comer periquita (!!!!). Peor, Eva alih, com o Bombril de phora, se interessou pela cobra, mas queria que a maçã phosse comida. Papo vae, papo vem, a cobra conseguiu o intencto. Isso eh huma pouca vergonha! Aparelho excrector não eh reproductor! E maes, deu origem a huma geração de Homo Pedophylus e Homo Zoophylus, que hoje os Homo Emebelicus têm um trabalhão para dephenestrar. Nem eh bom phalar muyto n’esses aspectos que instigam a depravação.
      Pois!

    • 24 de outubro de 2017 at 14:54

      Creio que a melhor denominação para o quê você chama de Homo Tancredus, seja Homo Nevus ou Homo Pós, uma vez que surgiu depois.
      No mais, este tal de Prometeu não cumpriu.

  5. Dr. Aratinga Weddelii
    21 de outubro de 2017 at 21:27

    O dactylógrapho estah devidamente chibateado. O correcto eh:

    …A predominância do Homo Velhacus se ampliou, noctoriamente pós-Revolução Industrial, gerando conflictos entre os Homo Proletarius e osHomo Bürguesus . O Phainomenon foi descripto por Carlos Marques.

    Pois. Posto estah. Se na imphraestructura (ekonomia) estamos evoluindo e nos recuperando, na superestructura (social e polyptico) estamos transcendendo.

  6. Andrej Vichinski
    21 de outubro de 2017 at 13:15

    Discordo veementemente da taxonomia exposta. Todos sabemos que os homens de bem são classificados como homo occidentalis albus, são o nec plus ultra da criação. Alguns merecem uma complementação. São os que demonstram verdadeiramente a piedade e a justiça institucional cristã: homo occidentalis albus christianis. Podemos encontrá-los nos tribunais, no senado, na câmara, nas corporações patronais, enfim em todos os locais nos quais prevalecem o philos conservador anticomunismo ateu. Isto é, veja o globo nesta época de restauração dos preceitos bíblicos conservadores, pode sentir o opus dei agindo em prol da religião, da família e da propriedade.

    Quanto aos bípedes que devem obediência aos amos e senhores podemos classificá-los como semoventes, que devem agradecer a benção de receberem um pote de dória ração, o riachuelo trapo e o temer pagamento pelas tarefas realizadas, medidas em chibatas, pois a dor e o sofrimento na labuta estão gravados no gênesis e na fiespina legislação trabalhista.

  7. Heidi Maria
    21 de outubro de 2017 at 10:43

    Mestre darwiniano,

    Darwin diria que: somos a evolução do homem pelas condições apresentadas pela natureza, assim como a ameba se tornou peixe ou abutre. Infelizmente (ou felizmente) ele não estudou os canalhas e assim taxonomicamente são desclassificados e atualmente poderão ser chamados de coxinhas ou assemelhados.

    • emerson57
      21 de outubro de 2017 at 11:23

      Iluminada Heidi,
      Tenha dó dos coxas. Depois de tanto bater nas suas panelas lhes restou somente os cabos.
      E eles ainda não descobriram o que fazer com aquilo.
      Ô dó!

      • Andrej Vichinski
        21 de outubro de 2017 at 14:16

        Com caçarolas e frigideiras
        fizeram só asneiras
        Nem seus cabos restaram
        pois,lá já os enfiaram
        Curvaram-se ao deus pato
        deram o poder ao rato
        Escolheram o diabo
        tomaram no rabo

    • Pink Panther
      21 de outubro de 2017 at 22:59

      Cara Heidi, os coxinhas na verdade involuíram como uma espécie paralela. Na Origem das Espécies é tratado no capítulo sobre becos sem saída da evolução.

  8. emerson57
    21 de outubro de 2017 at 9:55

    A aurora do homem bom moderno……
    https://youtu.be/vajZ_ihBIzU

  9. emerson57
    21 de outubro de 2017 at 7:27

    Doctor Ara,
    Comecei a ler e imediatamente reconheci o literato estilo Aratinga Weddelii.
    Parece, entretanto, que há dissidências entre os integrantes do GOB, (Governo “Onesto” do Brasil). Perderam uma ninharia esquecida em uma das células nas Bahias, cousa pouca, 51 pau$ deixados sob a guarda do ermão Geddel. Fato sem importância mas suficiente para alimentar a discórdia nas hostes palacianas.
    Tudo parece bem, transformaram em pó as acusações que pesavam sobre Laércio, só que Ali, o Baba, precisa cada vez mais numerário para manter os lobos à distância.
    No horizonte as nuvens vermelhas anunciam LULA2018, aonde deveria estar escrito ÇERRA45 vice fegacê…viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiixe!, em 2038.
    Peor, já se fala à boca pequena em cassar a concessão da emissoura da revolução, a do plimplim!
    Esse mundo está virado. Bissurdo total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *